Caiado tenta explicar o inexplicável: viagem à Rússia, paga pelo contribuinte, no meio dos protestos

O deputado Ronaldo Caiado tentou explicar o inexplicável: sua viagem à Rússia, com tudo pago pelo contribuinte, no momento em que o País é sacudido por protestos de Norte a Sul.

A viagem pegou mal e o deputado deveria pedir desculpas à Nação em vez de tentar se justificar.

Veja o que ele diz:

Viagem à Rússia

Ronaldo Caiado, líder do DEM na Câmara dos Deputados, viajou à Rússia, compondo uma Missão Oficial, comandada pelo presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves.

Conto norma internacional, para dar à Comissão o caráter democrático, ela é constituída por líderes dos partidos da base do governo e dos partidos de oposição.

Portanto, Caiado viajou nessa condição e fez questão absoluta de participar de todos os compromissos agendados. Cumpriu uma pauta extensa, sendo a comissão recebida pelo presidenta da Duma (Câmara dos Deputados), o presidente do Senado, presidente do Supremo, vice-governador e presidente da Assembleia de São Petersburgo.
Desse trabalho da Missão Oficial resultou que, após 13 anos de tentativas, foi assinado o Protocolo entre os Legislativos do Brasil da Rússia e também ampliado o comércio bilateral, já que o Brasil compõe o BRICS.
Portanto, a Missão Oficial da Câmara dos Deputados cumpriu o seu papel, participou de todos os eventos e trouxe como avanço a assinatura desse acordo bilateral.

Caiado e alguns parlamentares levaram suas respectivas esposas. 0 Líder do DEM, como sempre faz, pagou todas as despesas de sua esposa com recursos fruto de um patrimônio construído pelas suas atividades como médico, produtor rural e de herança recebida dos pais. Tudo pode ser facilmente comprovado. Caiado, ao longo de sua carreira política, sempre soube separar o público do privado, tanto que durante toda a sua trajetória de vida jamais houve nenhuma dúvida em relação à sua postura ética e moral.

É um tema importante porque o povo goiano pode saber como políticos que tem única e exclusivamente o seu salário como fonte de renda, conseguem explicar o “milagre da multiplicação dos pães”, que ocorre na vida financeira e patrimonial enquanto no exercício de cargos públicos.

 

LEIA MAIS:

Caiado publica nota de esclarecimento sobre viagem à Rússia, mas não diz quanto custou

Enquanto o povo protesta em frente ao Congresso, Caiado estava na Rússia…