Release da equipe de Paulo Garcia sobre reunião com Dilma ignora manifestações e protestos em todo o País

Um encontro para tratar de questões emergenciais.

Foi assim, de maneira lacônica, que a equipe de Paulo Garcia (PT) justificou a audiência de prefeitos e governadores com a presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira.

O release da assessoria do Paço Municipal, assinado pela jornalista Giselle Vanessa, não contextualiza a reunião com as dezenas de protestos que se espraiam pelo Brasil afora nas últimas semanas. Vale lembrar que o alvo preferencial destes protestos é o PT e a própria Dilma, vaiada ao discursar na abertura da Copa das Confederações.

Importante ressaltar também que, em Goiânia, os protestos começaram com a decisão obscura do prefeito de reajustar a tarifa de ônibus num percentual bem acima do que estava previsto nas planilhas contratuais.

Medidas emergenciais: assim o petismo chama a tentativa desesperada de se salvar da onda de protestos que tomou conta do Brasil.

 

LEIA O TEXTO:

Em Brasília, Paulo Garcia discute com lideranças de todo País investimentos em Transporte, Saúde e Educação

Reunião entre 11 prefeitos do país é prévia de plenária que ocorre nesta segunda-feira, às 17 horas, no Palácio do Planalto. Encontro reflete esforço conjunto entre municípios e governo federal para solução de problemas emergenciais em todo país

Transporte, saúde e educação são pautas que dominam a reunião da Frente Nacional de Prefeitos, que ocorre em Brasília, Distrito Federal, desde o início da manhã. As discussões, das quais participa o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, antecedem encontro com a presidenta da república, Dilma Rousseff, prevista para 17 horas desta segunda-feira, 24, no Palácio do Planalto.

Do encontro, que é uma reunião prévia da plenária desta tarde, participam 11 prefeitos, entre esses, o de São Paulo, Fernando Haddad; do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; e o de Porto Alegre, José Fortunati. Uma das propostas que deve ser apresentada à presidenta é a municipalização da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para investimento no setor de transporte coletivo. Também deve ser discutida a contratação de mais médicos para a rede pública de saúde.

O encontro entre a presidência e os chefes de Executivos municipais atende ao chamado feito por Dilma Rousseff em prol da união de esforços para solucionar as demandas emergenciais do País.