Moleza: servidores e membros do Ministério Público vão para as ruas protestar… no horário de trabalho

Nesta terça-feira, a partir das 8h30min da manhã, os servidores do Ministério Público estadual (os do MP Federal não confirmaram) deixarão o expediente e irão para o Centro de Goiânia fazer um protesto contra a PEC 37.

Os salários do Ministério Público são pagos pelo contribuinte. Não são salários pequenos: promotores e procuradores recebem no texto do serviço público, em torno de R$ 24 mil, e estouram esse limite com o artifício dos auxílios especiais.

Se quiserem protestar, os membros e servidores do Ministério Público podem se mobilizar à noite, no horário do almoço ou nos feriados e fins de semana.

No horário de trabalho, não. É um péssimo exemplo para as demais categorias de trabalhadores.

 

LEIA MAIS:

MP tenta manipular, mas derrubada da PEC 37 não é uma causa legítima do povo brasileiro

Site Brasil 247 ataca a Globo, que faz campanha descarada contra a PEC 37

Procurador-chefe do MP repete invencionice de Arnaldo Jabor e fala bobabem sobre MPs de Uganda, Quênia e Indonésia

Até Marconi caiu no lobby contra a PEC 37, que só quer fixar limites para o MP

Promotor goiano diz que PEC 37 “constitucionaliza a impunidade”. Mas que bobagem…

MP quer derrubar a PEC 37 para “combarter a corrupção”. Mas eles não puniram Demóstenes até hoje

Promotor diz na TV que o MP “põe corruptos na cadeia”. Em Goiás, não. Cita um, doutor

TV Anhanguera viaja na maionese e dá show de desinformação sobre a PEC 37

MP tenta manipular, mas derrubada da PEC 37 não é uma causa legítima do povo brasileiro

Deu no site Brasil 247: “Contra a PEC 37, mídia manipula opinião pública”

OAB não se intimida e diz que aprovar a PEC 37 é combater a ditadura do Ministério Público