“Fora Globo” é o grito na porta do Maracanã. Galvão também continua como alvo da torcida

Já começou a manifestação na porta do Maracanã. O protesto bate forte nos gastos com a Copa e até agora tem de desenrolado de maneira pacífica, sob forte observação policial.

A Rede Globo também continua na mira dos manifestantes. Espera-se que a torcida, dentro do Maracanã, também prossiga nas hostilidades ao narrador Galvão Bueno, que não tem escapado da ira popular.

A presidente Dilma Rousseff, como se esperava, não vai ao Maracanã e deixará de entregar o troféu ao vencedor da Copa das Confederações, missão que ficará para o presidente da FIFA, Joseph Blatter.