Fúria contra velha e grande imprensa: 52 jornalistas foram agredidos nos protestos

Mais uma prova de que a velha imprensa está na mira dos protestos e das manifestações de rua: de acordo com levantamento realizado pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), 52 jornalistas foram agredidos pelos manifestantes desde que a onda de passeatas começou.

Faz tempo que o Goiás24Horas alerta os jornalões e noticiários de TV: é hora de mudar o discurso e passar a defender causas que interessam verdadeiramente à população. Como diz o escritor Carlos Heitor Cony, a velha mídia perdeu o bonde da história.

O blog mostrou que, em Goiânia, os principais alvos foram a TV Serra Dourada, TV Record, TV Anhanguera e jornal O Popular. Os repórteres que cobriam as manifestações a serviço destes veículos de comunicação foram hostilizados e, em alguns casos, viram os carros de suas respectivas empresas serem destruídos.