Alô Dona Iris, defensora da moral e dos bons costumes: não vai explicar resort “romântico” pago com dinheiro público?

Dois dias depois das denúncias – comprovadas na prestação de contas que ela mesmo apresentou à Câmara dos Deputados e foi publicada no site da Casa – a deputada federal dona Iris Araújo (PMDB) ainda não explicou o pagamento de uma estadia, em um resort para casais em lua de mel, definido pelos hóspedes como “romântico”, em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, com recursos da verba indenizatória da Câmara, portanto dinheiro público.

Coitada: na verdade, não tem como explicar. Foi ela mesma que colocou a nota fiscal do resort – o Pérola Búzios Design Hotel – na prestação de contas que é apresentada todos os meses para receber a verba indenizatória.

A despesa ocorreu em janeiro de 2011, mês de recesso parlamentar e o dinheiro foi para a conta bancária da deputada.

Paladina da moral, dona Iris calou-se em seu Twitter, que, antes, acionava de cinco em cinco minutos para atacar com ódio mortal o governador Marconi Perillo.

Além de ter pago um resort “romântico” com dinheiro da Câmara, dona Iris também apresentou notas de sorvetes, almoços e jantares em restaurantes de luxo e uma infinidade de despesas no Empório Piquiras, de Goiânia, que vende produtos gourmet. E recebeu.

Cadê as explicações, dona Iris!