Candidata a garota de Ipanema, d. Iris gasta rios de dinheiro público no Rio de Janeiro

Se não conseguir viabilizar a tão sonhada candidatura ao Senado, a deputada federal Iris de Araújo (PMDB) está apta a postular outro cargo: o de garota de Ipanema.

A paixão da parlamentar pelo Rio orgulharia Vinícius e Tom Jobim, embaixadores do jeito carioca de ser. É sabido por todos que d. Iris adora passar o tempo a passear pela orla de Copacabana, a admirar as pedras do Arpoador.

Nada mal também conhecer bons restaurantes do Leblon e se afundar na areia da Barra da Tijuca enquanto observa banhistas e surfistas encarando as ondas mansas do mar.

D. Iris fez carreira em Goiás. Construiu família em Goiás. Mas, notoriamente, tem reservado para o Rio um pedaço do seu coração.

O extrato de gastos da deputada com verba indenizatória em restaurantes e supermercados da zona sul faz com que sejam inegáveis esses laços.

Dona Iris torra dinheiro público sem dó no Rio. Sabe se lá se isso tem alguma serventia para os seus eleitores esfomeados de Goiás.

Em janeiro de 2012, ela gastou R$ 220,21 com alimentação em bares e cafés cariocas, como o Sushibeas, Café Cassis e a lanchonete Porto Rico. (Veja aqui)

A deputada voltou à Cidade Maravilhosa em abril do passado, quando frequentou restaurantes do Leblon e da Gávea, além de fazer compras no supermercado. (Veja aqui)

Para finalizar, d. Iris também obrigou a Câmara a pagar sua passagem do Rio para Brasília no dia 9 de janeiro deste ano, no alto verão brasileiro, ao custo de R$ 626.57. Ela voou pela companhia Avianca e o número do bilhete era 123634673. (Veja aqui).

Como todas essas despesas foram pagas pelo contribuinte, o Goiás 24 Horas quer saber: a deputada estava no exercício da atividade parlamentar quando fez essas belas viagens?

Volte para o Twitter e responda, d. Iris.