Gastos de Dona Iris com resorts, restaurantes e até motel são iguais ao escândalo dos jatinhos da FAB

Enquanto a mídia nacional levantou a questão dos voos de políticos em jatinhos da FAB – e eles acabaram obrigados a ressarcir os custos das viagens –, a imprensa goiana permanece calada sobre um escândalo parecido: os gastos da deputada federal dona Iris Araújo, por conta da verba indenizatória (dinheiro público, portanto) da Câmara dos Deputados.

Basta consultar a prestação de contas que a própria dona Iris entregou à Câmara. Os dados estão disponibilizados na internet, com documentos comprovando que a deputada fez turismo por todo o país e pagou hotéis de luxo, restaurantes sofisticados e até um motel, em Brasília, com recursos do Tesouro nacional.

A verba indenizatória existe para cobrir as despesas do exercício do mandato parlamentar dos deputados e senadores. No caso de dona Iris, não há como relacionar uma estadia em um resort “romântico” em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, com qualquer atividade oficial inerente a um integrante do Congresso Nacional.

Pior: muitos dos gastos foram feitos por dona Iris em pleno recesso parlamentar, como as diárias no Pérola Búzios Design Hotel, que foram pagas em janeiro de 2010 – quando a Câmara dos Deputados fechou as portas e os parlamentares entram em férias.