Escândalo de corrupção na Goiás Parcerias pode respingar em Wilder

O escândalo de corrupção que culminou com o afastamento de toda a diretoria da Goiás Parcerias pode respingar no ex-senador e atual secretário da Indústria e Comércio, Wilder Morais.

O pivô da demissão dos diretores da estatal foi a contratação sem licitação de um escritório fantasma de advocacia de Taquaral por R$ 400 mil.

Taquaral, como se sabe, é a cidade natal de Wilder e o endereço do escritório fantasma é de David Dutra, um velho amigo do ex-senador.

A operação da contratação do escritório de advocacia de Taquaral pode ter a ver com pagamento de dívida da campanha eleitoral de Caiado, da qual Wilder foi provedor financeiro.