Equipe barata e ordinária de jornalistas do O Popular erra uso de crase em reportagem

O jornal O Popular pagou nesta quinta-feira, mais uma vez, o preço pela decisão de não investir em uma equipe de bons profissionais para redação. O jornal publicou, no seu site, um texto com erro absurdo no uso da crase. O termo “a portas fechadas” não admite crase. 

Além desta falha, o repórter Clenon Ferreira também não se aprofundou como deveria nas razões que motivaram a realização da audiência que ele noticiou. Os artistas e produtores culturais não foram ao gabinete do secretário Edival Lourenço para simplesmente conversar sobre o Fundo de Cultura. Foram pedir explicações a Edival porque ele pagou um projeto que estava numa das últimas posições da fila do Fundo, cuja autora é amiga do primo do governador Ronaldo Caiado, Marcos Caiado. Enquanto isso, há projetos de 2015 que esperam pagamento ainda.