Rincón responde artigo de Eurico Barbosa, que fatura R$ 54 mil por mês do Tribunal de Contas do Estado junto com o filho

Quem fala o que quer e distorce a verdade acaba ouvindo o que não quer.

O ex-deputado Eurico Barbosa desfiou um rosário de mentiras sobre o endividamento do Estado em artigo recém-publicado no Diário da Manhã. Pior: o texto foi divulgado no mesmo dia em que veio à tona da lista de funcionários do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que mostrou que ele e o filho Euriquinho faturam a bagatela de R$ 54 mil por mês.

A divulgação deste fato, por si, já havia desmoralizado Eurico. Mas ele teve que ouvir mais: o DM publicou nesta terça-feira artigo demolidor do presidente da Agetop, Jayme Rincón, que põe pingos nos is desse debate sobre endividamento.

“Se dr. Eurico Barbosa quiser aprofundar a discussão sobre endividamento e contas públicas, posso fazer isso com muito prazer. Com números reais e verdadeiros”, disse Jayme.

“A relação dívida/receita do governo de Goiás vem sendo reduzida anualmente. Em 1997, nos famigerados governos do PMDB, ela era de 3,52. Em 2013, esta relação já caiu para 0,94. Uma queda vertiginosa, que coloca Goiás numa das melhores posições na relação dívida/receita entre as unidades federativas”, disse Jayme. “Fica claro que, também no quesito administração financeira, os governos de Marconi são melhores, mais eficientes e infinitamente mais responsáveis que os do PMDB”.