Injustiça: Paulo Garcia cria castas entre servidores da Saúde e restringe privilégios

Manifestantes prometem barulho no ato de segunda-feira, no Paço
Manifestantes prometem barulho no ato de segunda-feira, em frente ao Paço Municipal

Com a provável presença de manifestantes bastante barulhentos, o prefeito Paulo Garcia (PT) assina, na segunda-feira, decreto que concede progressão horizontal a apenas uma parte dos servidores da saúde lotados na prefeitura.

Serão beneficiados 3,4 mil servidores ocupantes de quatro cargos, sendo eles: médicos, especialistas em saúde, técnico em saúde e auxiliar em saúde. Será reduzida a carga horária destes trabalhadores para 20 horas semanais.

Ocorre que as demais categorias também reivindicam o privilégio, e não compreendem a decisão do prefeito Paulo Garcia de beneficiar apenas uma pequena parte dos funcionários.

Os profissionais que se sentiram prejudicados pelo prefeito Paulo Garcia (PT) usaram o Facebook para protestar. Um cartaz foi confeccionado com a seguinte frase: “Os inimigos da Saúde Pública de Goiânia”. Abaixo da frase tem uma foto grande de Paulo Garcia e dos vereadores que mantiveram o veto.

A imagem se espalhou pelo Facebook e foi compartilhada milhares de vezes por usuários. Os servidores prometem mais protestos contra a ação do prefeito de Goiânia.