Presidência do Vila: com prisão de Guto Veronez, candidatura de Lélio Júnior sofre duro golpe

O empresário Lélio Júnior quer ser presidente do Conselho Deliberativo do  Vila Nova. Sua candidatura, no entanto, acaba de sofrer um duro golpe. Principal apoiador de Léio, o ex-presidente Guto Veronez foi preso nesta segunda-feira em Goiânia por não pagar pensão alimentícia.

Uma das propostas de Lélio transformar o Vila numa espécie de empresa, onde os conselheiros seriam acionistas do investimento. Essa proposta tem grande resistência da turma mais antiga e não é vista com bons olhos.