Efeito Caiado: TV Anhanguera repercute o fato de Goiás ter sido único Estado a não reduzir o desemprego no Brasil; vídeo

Em entrevista veiculada na manhã desta terça-feira (18/2) no Bom Dia Goiás (TVAnhanguera) com o chefe do IBGE em Goiás, Edson Roberto Vieira, foram buscadas explicações para entender os motivos pelos quais Goiás foi o único Estado da Federação a não reduzir o desemprego.

Vieira citou os baixos índices de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) como fomentadores do desemprego. Já o jornalista Anderson Pancieri atribuiu o problema à falta de mão de obra qualificada dos trabalhadores. “A falta qualificação atrapalha para conseguir o emprego”, avalia.

Os dados preocupam, já que o governador Ronaldo Caiado anunciou o fechamento de várias unidades da Universidade Estadual de Goiás no interior do Estado. O fato, a curto prazo, deve diminuir a qualidade de mão de obra em todo o Estado.

Outro motivo de alerta são os cortes dos incentivos fiscais anunciados pelo governo de Goiás. Os cortes, avaliam economistas, vão dificultar a atração de novas empresas para Goiás e já estão gerando uma debandada de grandes geradores de postos de trabalho para outros estados.

A taxa média de desemprego fechou 2019 em queda em 16 estados, de acordo com IBGE. Na comparação com o quarto trimestre de 2018, houve queda em sete estados. Apenas Goiás teve alta na taxa de desemprego neste tipo de comparação. Passou de 8,2% para 10,4%.

Cabe lembrar que no início da crise econômica brasileira, em 2015, nos governos de Marconi Perillo e José Eliton, *Goiás liderou o ranking de empregos do IBGE em várias oportunidades*.

Confira a matéria do Bom Dia Goiás aqui.