Entrevista-suicida: Vilmar poupa oposição e faz duras críticas ao governo

Continua a repercussão da longa e bombástica entrevista-suicida que o deputado federal licenciado e secretário da Casa Civil, Vilmar Rocha (PSD), concedeu ao jornal O Popular, no domingo passado.

A reação no núcleo próximo ao governador Marconi Perillo é de perplexidade e irritação. Um secretário próximo ao governador ligou no domingo cedo para o tucano, após ler a entrevista, e desabafou:  “O Vilmar está louco”.

Até agora ninguém entendeu o objetivo e os motivos das declarações de Vilmar. “Se era para fornecer munição para a oposição, melhor ficar calado”, reclama outro secretário do grupo pessoal do governador.

Este mesmo auxiliar diz que é “um absurdo” um secretário do porte de Vilmar utilizar o precioso espaço do jornal O Popular para atirar no próprio pé do governo. “Esta entrevista virou um roteiro para a oposição”, define ele.