Conselhos tutelares: Ministério Público é contra manobra de Tayrone e Paulo Garcia

O promotor de Justiça Alexandre Mendes Vieira reforça o seu posicionamento contrário à prorrogação de mandato de conselheiro tutelar. “Os conselheiros tutelares foram eleitos para mandatos de três anos. A nova lei, que estendeu os mandatos para quatro anos, aplica-se apenas à próxima eleição”, sustenta. Alexandre analise possibilidade de recorer à Procuradoria-Geral de Justiça para propor ação de inconstitucionalidade contra a prefeitura.