Justiça decreta prisão do ex-vereador Amarildo Pereira

O ex-vereador em Goiânia Amarildo Pereira teve prisão decretada pelo juiz Adegmar José Ferreira. O caso tem relação com condenação por peculato, com 5 anos e 10 meses de prisão, em regime semiaberto, por fraudes no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) em desvios na Câmara Municipal e na Companhia Municipal de Obras (Comob) em 2004.

No mesmo processo, o juiz pede arquivamento dos autos relativos ao vereador Zander Fábio (Patriota), Jari Sousa Barreira e Geraldo Miguel dos Santos, já que a justiça extinguiu a punibilidade dos três.

A defesa do ex-vereador entrou com pedido para redução de pena junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas o ministro Ricardo Lewandowski negou sob argumento de que não cabe habeas corpus para revisão de dosimetria, que foi estabelecida em instância anterior.