Fio Direto: Oposição ataca enrolação de Paulo Garcia na Câmara, na prestação de contas

Veja nota da coluna Fio Direto:

Oposição ataca enrolação de Paulo Garcia na Câmara

O prefeito Paulo Garcia (PT) esteve na Câmara Municipal ontem para prestar contas do primeiro quadrimestre de sua gestão. Por cerca de três horas e meia, o petista falou, e muito, respondeu perguntas de vereadores da situação e oposição, teve de encarar manifestantes revoltados nas galerias e não perdeu a oportunidade de cutucar o governador Marconi Perillo. O vereador Thiago Albernaz (PSDB) se irritou com as provocação de Paulo. “O prefeito quer politizar o debate para fugir dos questionamentos. Se ele quiser um debate com o governador é só solicitar”, disse. Para os vereadores de situação, Paulo Garcia respondeu a todas as perguntas com sobriedade e cumpriu seu papel de gestor transparente. Houve confronto também nas galerias. De um lado manifestantes, fornecedores que cobram dívidas da prefeitura e funcionários de Cais; do outro secretários, servidores do Paço e apoiadores de Garcia. Quando o prefeito fugiu de algum questionamento a turma do contra vaiava e, quando ele criticava o governo estadual, os apoiadores aplaudiam. Alguns manifestantes mais exaltados foram retirados da galeria pela Guarda Municipal. Os vereadores que ficaram mais irritados com o prefeito foram Geovani Antônio (PSDB) e Elias Vaz. Os dois apertaram o petista no caso da dívida da prefeitura com fornecedores e também sobre irregularidades em secretarias, como a Amma, por exemplo. “É um embromador. Não respondeu nada”, disparou Geovani. O tucano também se irritou porque não teve direito à réplica, negada pelo presidente da Comissão Mista, Paulo Borges (PMDB). Sempre que pode e tem oportunidade, Paulo Garcia mostra que diferentemente do prefeito de Aparecida, Maguito vilela (PMDB), não faz questão alguma de manter bom relacionamento com Perillo. Toda pergunta mais ácida vinda da oposição era respondida com cutucadas no governo estadual.