Namorada de Marquinho da Audiomix, Lívia Andrade aciona Pétala Barreiros na Justiça: “Se alguém fez merda, o problema não é meu”

Vivendo affair com o empresário Marcos Araújo, com que está em viagemao México,Lívia Andrade entrou com um processo criminal contra Pétala Barreiros, ex do presidente da Audiomix. A apresentadora recorreu à Justiça após ser acusada de ser amante do empresário, que é dono do festival Villa Mix.

De acordo com a revista Quem, Pétala será intimada a prestar esclarecimentos na Justiça, sob o risco de responder por crime de difamação, ficando sujeita às penas da lei. Ela tem dois filhos com Marcos, Lorenzo, de 6 anos, e Lucas, de apenas um mês de vida.

Além da polêmica envolvendo Lívia Andrade, Pétala também acusou o ex-marido de tê-la estuprado quando ela tinha 14 anos. Segundo ela, o empresário a impediu de trabalhar e por diversas vezes teria a agredido fisicamente.

Diante das polêmicas, Lívia usou os seus stories do Instagram para se pronunciar. A apresentadora afirmou que não costuma expor sua vida social nas redes sociais e que irá continuar da mesma forma. “Como me envolveram numa treta na internet, eu estou vindo aqui falar porque eu quero, não porque sou obrigada. Porque estou me sentindo confortável em falar sobre isso nesse momento”, disse.

“Fui acusada, estou sendo até agora de ser amante e pivô de uma separação. Oi? Florzinha, deixa eu explicar uma coisa pra você: quando a gente quer ser famosa e expor nossa vida publicamente, as pessoas pesquisam nossa vida. E eu, para entender, fui pesquisar”, completou.

Por fim, a apresentadora criticou a postura de Pétala. “Não precisava ter me envolvido nessa p*** aí, vida dos outros, que eu não tenho nada a ver com isso. Se alguém fez merda e continuou, não é um problema meu. Eu tenho meus problemas e nem por isso venho aqui me vitimizar. Estou aqui porque é um assunto sério”, explicou

“Faço meus deboches e levo as coisas na brincadeira até a página 10. Só que isso ficou um pouco sério demais. Por isso eu precisei sim acionar advogados. Eu não gostaria de fazer isso, mas fui atacada, ofendida, e não gostaria de ver meu nome envolvido nessa sujeira. Eu fui desrespeitada. A florzinha, sim, foi amante do cidadão. Ela, sim, foi amante, e a gente tem como provar”, encerrou.