Datena critica Bolsonaro e defende Bonner

O apresentador José Luiz Datena comentou nesta quinta-feira (7) sobre o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre as eleições nos Estados Unidos e o ataque ao Congresso do país.

“O presidente Jair Bolsonaro usou esse exemplo nos EUA pra dizer que: ‘olha se não tiver voto impresso no Brasil em 2022, o que aconteceu lá nos EUA vai acontecer aqui no Brasil’. Isso é um absurdo. Pare de defender esse lunático, se houvesse fraude nas eleições de 2018, você não seria eleito, o senhor era um dos últimos colocados”, disse Datena durante apresentação do Brasil Urgente, na Band.

O apresentador também defendeu os jornalistas, em especial William Bonner, que foi chamado de “canalha” por Bolsonaro.

“Não aceito o termo ‘canalha’ pra mim. E não aceito o termo ‘canalha’ para a história da imprensa brasileira. Se não fosse a imprensa brasileira hoje não viveríamos num país democrático. Respeito minha profissão, respeito meus colegas de trabalho. Não sou canalha. Nenhum de nós pode chegar em casa e ser questionado por nossos filhos: ‘o senhor é canalha, papai?’ Eu não sou canalha, não aceito esse termo”, concluiu o apresentador.