Rogério Cruz abre diálogo com auditores e procuradores

Auditores Fiscais e Procuradores de Goiânia se reuniram nesta sexta-feira (8/1) com o prefeito em exercício Rogério Cruz e auxiliares, para apresentarem reivindicações quanto às atribuições e plano de carreira das categorias. O secretário municipal de Governo, Andrey Azeredo, esclareceu pontos da minirreforma enviada pela Comissão de Transição à Câmara Municipal e destacou que o desejo da administração é dar celeridade às decisões do Executivo de forma a beneficiar a cidade e a população goianiense.“O princípio que norteou a lei é a eficiência e agilidade. Regulamentação por decreto visa permitir que a gestão seja mais dinâmica, tenha maior eficiência, gere mais resultados e entregue à população em obras e serviços o retorno pelos impostos que ela paga e que custa caro”, explicou Andrey. O vereador Anselmo Pereira, presente na reunião, lembrou que o prefeito em exercício, quando vereador, ajudou a votar leis importantes para a categoria e pediu aos servidores harmonia e diálogo com os titulares das respectivas pastas.

O procurador-geral do município, Antônio Flávio, ressaltou a importância de manter o diálogo para prestar o melhor serviço para a população da capital. “Peço a vocês, vamos construir as nossas pontes, para que possamos convergir na direção daquilo que nós queremos que é construir um município cada vez melhor para que as pessoas possam existir e viver com mais qualidade de vida”. O secretário de Finanças, Alessandro Melo, explicou que as competências estão definidas junto às atribuições dos cargos e que mantém a disposição de dialogar em busca da convergência.

A procuradora Natasha Palma e o presidente da Associação dos Auditores de Tributo do Município, Elísio Gonzaga, representaram os respectivos pares. Elísio Gonzaga ressaltou o trabalho dos auditores para modernizar o sistema de arrecadação e melhorar as receitas do município. Já Natasha Palma parabenizou ao prefeito em exercício pela escolha do titular e afirmou que há a intenção de apresentar ao procurador-geral sugestões acerca do plano de carreira dos servidores.