Bittencourt acelera e detalha novos programas de obras da prefeitura de Goiânia

A Secretaria de Infraestrutura da Prefeitura de Goiânia anunciou o lançamento de dois programas de obras na Capital: “Pequenas Obras, Grandes Soluções” e “Conexões Urbanas”. O primeiro, é voltado para intervenções menores, como manutenção de calçadas, prevenção de alagamentos, pequenas ações que resolvem os problemas cotidianos das pessoas, e, conforme explica o secretário de Infraestrutura de Goiânia, Luiz Bittencourt, de “intervenções cirúrgicas e pontuais, mas que vão melhorar o bairro.”

O segundo programa é voltado para obras de médio porte, como trechos de avenidas, interligações de bairros e alças de acesso a grandes avenidas. “Na prática, esses programas já começaram. São ações do programa de governo, para fazer mais e melhor pela mobilidade urbana de Goiânia”, diz o secretário.

Além disso, Bittencourt afirma que a prioridade é concluir todas as obras da gestão anterior que estão em andamento, no menor tempo possível. “Trabalhamos com obras públicas não apenas com data de inauguração, mas elas devem estar prontas e bem feitas. Eu defino obra pública como uma corrida de obstáculos, porque temos que lidar com TCM (Tribunal de Contas dos Municípios), Ministério Público, licitações, são muitas etapas a cumprir, que fazem parte do ritual”, afirma Luiz Bittencourt.

Com isso, a previsão é que grandes obras iniciadas na gestão anterior sejam finalizadas ainda este ano. Segundo Luiz Bittencourt, o Complexo Viário da Avenida Jamel Cecílio está entre as prioridades da gestão e deve ser entregue em cerca de seis a sete meses. “Esta é uma obra complexa, em três níveis, em uma área estrangulada, de trânsito complicado e que trará muitos benefícios à população”, explica.

Outras obras que estão na lista de prioridades são a Avenida Leste Oeste e o BRT Norte Sul. “Na Leste Oeste temos alças e encaixes no sentido Trindade. Já no sentido Marginal Botafogo temos um problema de desapropriação, que deve levar algum tempo, além da passagem pela 5ª Avenida e pela BR-153, que tem questionamentos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Temos diversas obras fracionadas de Trindade, passando pela Praça do Trabalhador, até Senador Canedo”, diz o secretário.

Obras menores também serão contemplatadas pela Secretaria de Infraestrutura. Na próxima semana será iniciado o recapeamento das ruas do Setor Universitário. Serão cerca de 70 mil m² recapeados e entregues de dez a 15 dias. “Aproveitaremos o recesso de início de ano, com fluxo menor de veículos, para fazer essas obras. Dependemos também do cenário de chuvas na cidade, para concluir no menor tempo possível.”

Enquanto o período de chuvas perdura na capital, a secretaria trabalha com recapeamento de vias e obras estratégicas, como o programa tapa buracos emergencial. “A programação continua, mesmo com a chuva, para ações pontuais que melhorarão a vida do goianiense”, diz Bittencourt.

Saúde e Educação
Bittencourt afirma que estão programados blocos de obras nas áreas de Saúde e Educação na Capital. “Já temos cerca de R$ 52 milhões em emendas parlamentares e projetos ministeriais. Agora trabalhamos na compatibilização de projetos para lançarmos os editais de licitação. Serão diversos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) e CIAMS (Centros Integrados de de Atenção Médico Sanitária)”, diz o secretário.

De acordo com Bittencourt, será um grande volume de obras, cerca de 40, com início da licitação ainda em março de 2021. “São obras mais importantes que abarcarão duas das principais áreas de administração.”