Saúde de Aparecida imuniza 45% do grupo prioritário em dois dias

Com 7,2 mil doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, Aparecida de Goiânia iniciou a vacinação contra a Covid-19 na manhã da última quarta-feira, 20 de janeiro. A cerimônia de abertura deu largada à logística preparada pelo município, que em dois dias já imunizou 45% do público determinado para esse primeiro lote de doses recebido pela cidade.

Segundo cronograma do Plano Nacional de Imunização, os grupos prioritários neste momento são os profissionais de saúde que atuam diretamente no tratamento de pacientes com Coronavírus, além de idosos e pessoas com deficiência que vivem em instituições de longa permanência. Em Aparecida, 3.281 doses já foram administradas.

Segundo balanço realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até a tarde desta quinta-feira, 21 de janeiro, todos os abrigos da cidade receberam a imunização e 15 unidades de saúde receberam as vacinas pela equipe da pasta. Ao todo, 3.138 profissionais de saúde e 143 idosos e deficientes institucionalizados foram vacinados. Os trabalhadores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 que receberam a imunização são das seguintes unidades de saúde: Hospital Municipal de Aparecida (Hmap), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), UPA Flamboyant, UPA Buriti, UPA Brasicon, Hospital Santa Mônica, Hospital Garavelo, Encore, Huapa, UBS Expansul, UBS Tiradentes, UBS Buriti Sereno, UBS Residencial Garavelo Park, UBS Independência Mansões e Laboratório Municipal.

“Fechamos o segundo dia da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 cumprindo o que foi planejado. Nossa previsão é terminar de aplicar as 7,2 mil doses até a próxima terça-feira”, revelou a coordenadora Municipal de Imunização, Renata Cordeiro. De acordo com ela, a determinação por parte do prefeito Gustavo Mendanha foi, desde o princípio, para que a Secretaria Municipal de Saúde lançasse mão de todos esforços necessários para vacinar o maior número de pessoas no menor intervalo de tempo. “O entendimento de Aparecida é: ainda que as doses disponibilizadas não sejam suficientes para todos, trata-se de uma emergência em saúde pública e quanto mais pessoas forem vacinadas rapidamente, mais vidas serão salvas”, afirmou.

Emoção ao receber a vacina

Na manhã desta quinta-feira, 21, a médica da UPA Buriti, Gabriela de Sousa, não conteve a alegria ao ser imunizada: “Atuo nessa unidade há quatro anos na área da Pediatria e desde o início da pandemia estou na linha de frente do enfrentamento à pandemia. Não foram dias fáceis, mas hoje recebo a vacina com esperança de dias melhores. Esperança de retornar à normalidade não só em meu ambiente de trabalho, mas com os meus familiares. Sempre tive medo de levar o vírus para minha casa e agora respiro mais aliviada e esperançosa”.

Próximos passos

Como a imunização contra a Covid-19 ocorre por meio da aplicação de duas doses de vacina em um intervalo médio de 28 dias, ao longo das próximas semanas, outras 7,2 mil doses devem chegar ao município para que as pessoas já vacinadas neste primeiro momento recebam a segunda dose do imunizante. Esse segundo lote destinado aos aparecidenses já está armazenado na Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo informações do Governo Federal, ao final da Campanha, serão destinadas 200 mil doses de vacina para Aparecida de Goiânia. Porém, neste momento, com as 7,2 mil doses disponibilizadas, 44% dos profissionais de saúde do município que atuam em unidades públicas e privadas e toda a população idosa e de pessoas com deficiência que vivem em abrigos será imunizada.

Apesar disso, o planejamento é para que conforme outras remessas cheguem em Goiás, a vacinação seja ampliada para todos os idosos e profissionais de Saúde (não apenas os que estão na linha de frente), pessoas com morbidades, profissionais de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, profissionais do transporte coletivo e caminhoneiros. Esses grupos estão divididos em quatro fases da Campanha de Vacinação contra a Covid-19.