Quatro atletas e presidente do Palmas Futebol morrem em queda de avião

Faleceu neste domingo (24/1) o presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira. Segundo nota divulgada pela equipe, a causa da morte foi um acidente aéreo, quando o avião em que Meira estava partia para Goiânia. O Palmas joga nesta segunda (25) contra o Vila Nova, em partida válida pela Copa Verde. Segundo a nota divulgada, além do presidente do clube, estavam no voo o comandante da aeronave, identificado como Wagner, e os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Mollinari. Nenhum deles sobreviveu à queda.

De acordo com informações, o avião com as vítimas decolou e caiu ao final da pista da Associação Tocantinense de Aviação.

Veja a nota divulgada pelo Vila Nova:

“O Vila Nova Futebol Clube recebe com consternação e profunda tristeza a notícia sobre o acidente aéreo que vitimou fatalmente o presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, quatro jogadores da equipe, Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari, e o comandante da aeronave, Wagner.

Parte da delegação viajava para Goiânia, para a partida da Copa Verde nesta segunda-feira, 25, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, contra o Vila Nova, quando o grave acidente ocorreu com o avião de pequeno porte.

O Vila Nova deseja que todos os amigos e familiares das vítimas sejam consolados no colo do Pai neste momento de tamanha angústia e tristeza. O clube afirma, ainda, que corroborará com o adiamento da partida e fará homenagem aos ocupantes no jogo da próxima quinta-feira, 28, pelo Campeonato Goiano.

Vila Nova Futebol Clube”

Veja nota divulgada pelo Sistema Sagres de Comunicação:

“É com profundo pesar que o Sistema Sagres de Comunicação recebe a informação da morte de Lucas Meira em virtude de um acidente aéreo na manhã deste domingo (24), em Palmas, quando se deslocava para Goiânia por causa da partida entre Vila Nova e Palmas pela Copa Verde 2020. Além de Lucas, estavam na aeronave o comandante e mais quatro jogadores do Palmas.

Lucas Meira foi presidente da Renapsi até 2020 e também presidente do Palmas Futebol e Regatas. Não houve sobreviventes.

Neste momento de dor e consternação, rogamos a oração e a demonstração de fé a ele e a todos os familiares das vítimas.”