Caiado atribui à parceria com Poderes, os avanços conseguidos pelo Estado

No discurso que pronunciou na sessão de posse da nova Mesa Diretora, o governador Ronaldo Caiado (DEM) destacou que a cerimônia é uma oportunidade para se fazer uma reflexão sobre os avanços conseguidos nesses dois anos do seu Governo. “E aqui eu quero, independente de posição político-partidária, de processos ou de tendências ideológicas, eu quero dizer que o estado de Goiás conseguiu avançar e, indiscutivelmente, se tornou referência nacional no momento em que ele passou a ter e a construir uma gestão conjunta”, afirmou.

O chefe do Executivo salientou que jamais interferiu nas prerrogativas de qualquer Poder e nunca tomou uma decisão que não fosse compartilhada com os representantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça, da Procuradoria-Geral de Justiça, como também da Defensoria Pública e dos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios.

“Essa foi a maneira como nós conduzimos as decisões no estado de Goiás. Ouvindo, deliberando, tomando medidas que às vezes expuseram a Assembleia Legislativa, quando muitos preferem uma linha de não querer reconhecer a situação falimentar com que passava o estado e achar que pode continuar usando de uma tese que nunca deu certo no mundo, que é a tese de um populismo desenfreado”, assinalou.

Para Caiado, Goiás recupera a sua credibilidade graças à matérias polêmicas que foram votadas na Alego, onde muitos parlamentares sofreram diante da pressão daqueles que se sentiram prejudicados. Entre esses projetos, citou a reforma da Previdência e modificações no Estatuto dos Servidores. “São matérias que, realmente, muitas pessoas, às vezes, criticam, mas graças a Deus, são matérias aprovadas pela Assembleia Legislativa que estão dando a nós, condições de podermos renegociar nossas dívidas em condições que o estado de Goiás seja capaz de pagar e ao mesmo tempo cumprir com as suas funções em todas as áreas, como educação e saúde”.

O governador citou, entre as realizações importantes da sua gestão, o projeto de Recuperação do Araguaia. “As nascentes já estão sendo cercadas, as áreas de proteção já estão sendo plantadas e nós vamos recuperar cinco mil hectares. Grandes indústrias em Goiás estão, também, fazendo parceria no projeto. Juntos, salvaremos o Araguaia. É assim que nós vamos governar. A Assembleia Legislativa, o Tribunal de Justiça e os demais órgãos, trabalharemos de forma conjunta. Nossa única meta agora é melhorar a qualidade de vida de uma população que tanto espera de nós”, finalizou.