Fabiana Pulcineli decreta que promover shows nas cidades do interior é errado. Será que ela fez pesquisa?

Sem apresentar nenhuma pesquisa e escrevendo como se a sua opinião representasse a sociedade, a repórter política Fabiana Pulcineli, de O Popular afirma, na edição deste domingo, que os gastos dos Governos com shows artísticos não são aprovados pela população – principalmente depois da recente onda de manifestações de rua.

Pode até ser.

Mas, para que a afirmação de Fabiana Pulcineli seja universalizada como uma verdade incontestável, como ela sugere, só mesmo uma pesquisa, com foco nas cidades onde os shows acontecem, geralmente comemorando datas festivas.

São três pontos que merecem ser examinados, nessa questão, e não foram abordados na matéria de Fabiana Pulcineli:

1 – Os recursos, em sua maioria, são oriundos de emendas parlamentares. o Governo do Estado não direciona a despesa, apenas efetiva, atendendo ao que é determinado pelos deputados estaduais.

2 – Shows artísticos pagos pelo Poder Público são tradicionais no Brasil e muito bem recebidos pelas faixas da população a que se destinam, como instrumento de lazer.

3 – O ideal seria uma pesquisa, principalmente, como dito aqui, nas cidades do interior, que são onde mais se realizam os shows.

É isso que precisa ser levado em consideração antes de se decretar que os shows são uma prática errada. Fabiana Pulcineli tirou as suas conclusões e escreveu a sua reportagem sem nunca ter ido a um deles, possivelmente deixando-se influenciar pela sua visão pessoal – de classe média elitizada.