Vigilância Sanitária de Anápolis interdita unidade da Havan

A Havan e outros segmentos foram interditados pela Vigilância Sanitária que realizou neste final de semana uma Força Tarefa em Anápolis, por descumprirem regras sanitárias estabelecidas pela Prefeitura da cidade. O órgão apresentou o balanço da fiscalização nesta segunda-feira (1º/03).

Além das interdições, a Vigilância Sanitária ainda autuou 15 estabelecimentos, intimou outros 18 e fez 44 orientações. As ocorrências incluíam aglomerações, pessoas sem máscara, higiene irregular e distanciamento social comprometido entre os principais problemas identificados pelos fiscais.

Anápolis está inserida numa região em que a situação de acordo com a matriz de risco estadual é de calamidade. A cidade caminha com 80% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados. A prefeitura tem olhado com bastante cuidado para os números e avalia impor um lockdown com medidas restritivas para os estabelecimentos não essenciais caso a ocupação dos leitos de UTI chegue a 90%.