Bolsonaro desabafa: “Imprensa criou pânico sobre covid. Para a mídia, o vírus sou eu”

Em meio ao pior momento da pandemia de covid-19 no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta que “imprensa criou o pânico” sobre a doença no país — que enfrenta uma alta de 11% das mortes em decorrência do coronavírus, enquanto no mundo há um recuo de 6%, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). “O assunto, quando tiver, vai ser pandemia, vacinas”, disse ele em conversa com apoiadores no jardim do Palácio da Alvorada na manhã de hoje.

“O Brasil é um país que, em valores absolutos, mais está vacinando. Temos 22 milhões [de vacinas]. Mês que vem deve ser mais 40 milhões. O país está mais avançado nisso. Assinei no ano passado a medida provisória destinando mais de R$ 20 bilhões para comprar vacina. Estamos fazendo o dever de casa”, disse.