Essa é grave: Euler Belém diz que Jarbas aceita plantação de notas na coluna Giro

Espaço editorial de maior leitura da imprensa em Goiás – e, consequentemente, com uma exigência enorme de credibilidade e qualidade para quem a faz –, a coluna Giro, de O Popular, anda sofrendo abalos incompatíveis com a sua importância.

A última é uma nota dura, do editor-chefe do Jornal Opção, Euler Belém, geralmente muito bem informado sobre os bastidores da imprensa em Goiás, denunciando o titular da coluna, Jarbas Rodrigues, por “aceitar plantação de notas”.

Euler mata a cobra e mostra o pau, citando um caso específico para comprovar a sua acusação.

Aceitar notas plantadas em uma coluna como o Giro, segundo Euler, só pode ser em razão de “interesses inconfessáveis”.

Veja a nota de Euler Belém:

Jarbas Rodrigues aceita plantação de notas e comete erro jornalístico

Jarbas Rodrigues Jr., da coluna “Giro”, do “Pop”, errou. Em 2016, o conselheiro Sebastião Monteiro, o Tião Caroço, terá tempo suficiente para se aposentar. Portanto, ele pode deixar o Tribunal de Contas dos Municípios, daqui a três anos, para disputar a Prefeitura de Formosa.

Nas conversas com aliados, Caroço tem dito que é o único que tem condições de derrotar Ernesto Roller, do PMDB, em 2016.

Infelizmente, Jarbas Rodrigues aceita que “plantem” notas falsas em sua coluna. Os motivos, inconfessáveis, não se sabe.