Em Goiás, vacinação de profissionais da Segurança Pública será feita por faixa etária

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, explicou na manhã desta quinta-feira (25/3) as regras que já estão definidas para a vacinação de profissionais do setor contra a covid-19. Segundo ele, a aplicação das doses será feita em profissionais que estão em atividade, por faixa etária e considerando principalmente quem está na linha de frente relacionada à pandemia. “Critério inicial é ordem decrescente por idade”, enfatizou. Ele ainda informou que nos últimos 15 dias, houve média de uma morte de profissional da área por dia. “Hoje temos 46 mortes de profissionais da ativa.”

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública de Goiás (COE-GO) decidiu pela aprovação do início da vacinação dos profissionais de segurança pública por unanimidade, considerando dados sobre óbitos e contaminação por covid-19 repassados pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO).

“Vamos gradualmente atendendo por faixa etária e também atendendo situações emergenciais. O objetivo da vacina é que os que sejam mais vulneráveis sejam mais rapidamente vacinados e, com isso, tenhamos menor demanda de leitos e menor sobrecarga nos hospitais”, enfatizou ele, reforçando que o calendário do Ministério da Saúde continuará sendo cumprido.

Uma reunião com representantes da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás e da SSP-GO está sendo realizada na manhã desta quinta para definir os detalhes e a data de inídio da vacinação. A tendência, segundo Miranda, é que a SES-GO passe as vacinas para que os profissionais de saúde vinculados à SSP-GO façam a imunização.