Pela frente, Mauro Rubem elogia DM. Por trás, diz que jornal é “chapa branca”

Entre os inúmeros talentos já manifestos pelo deputado estadual Mauro Rubem (PT), um ficou evidente no noticiário de hoje: a capacidade de dissimular.

Nota do deputado Mauro Rubem: dissimulação
Nota do deputado Mauro Rubem: dissimulação

Mauro é destaque na coluna Café da Manhã, do Diário da Manhã, com elogios ao jornalista Batista Custódio pelos 33 anos do jornal. Para o petista, “o DM sempre cumpriu a responsabilidade social de prestar o enorme serviço de informação, inclusive abrindo espaço para debater a questão da democratização dos meios de comunicação”.

O que a nota não informa é a maneira que Mauro age quando encontra com jornalistas do DM nos corredores da Assembleia. Ele os humilha com a pergunta: “nem adianta me entrevistar. Nada do que eu disser vai sair no seu jornal”. No geral, são profissionais jovens, que saem desmotivados da Casa.

Por anos a fio, Mauro Rubem ataca o DM por sua orientação governista. O deputado sabe que o jornal milita sempre em lado oposto ao parlamentar enquanto o PSDB e a base aliada estiverem no poder.

Tem mais: Mauro Rubem é a favor da regulação da mídia. Acha que jornais e televisões têm de ser mantidos sob rédea curta.

Será que Batista Custódio sabe de tudo isso?

Qual seria sua opinião a respeito?