Mais lambança: Karlos Cabral diz que Brzezinski é servidor da Assembleia. Não, ele não é

Além de agredir o idioma francês, tão bem tratado no passado por Flaubert e Balzac, o deputado estadual Karlos Cabral aprontou outra lambança das grandes: acusou o advogado João Paulo Brzezinski de prestar serviços pessoais ao governador Marconi Perillo (PSDB) e ter o salário pago pela Assembleia Legislativa.

Convém ao nobre deputado checar informações antes de falar bobagem. João Paulo Brzezinski foi servidor da Assembleia por um curtíssimo espaço de tempo. Não é mais. Já foi exonerado.

O advogado está envolvido apenas com suas atividades profissionais na iniciativa privada, e é inclusive cotado para desembargador na vaga que cabe à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

No discurso que fez hoje, Karlos baixou o nível, reclamou que marconi não respeita o legislativa, mas não respeitou o governador e continua usando adjetivos baixos sem propor nada.

Trop mauvais, deputado. Muito ruim.