É unânime: pílulas do PMDB não agradaram à oposição e deixaram o governo aliviado

Pelo barulho que foi feito antes da veiculação, o governo estava aguardando altas pancadas.

Mas a montanha pariu um rato, como têm sido as últimas ações do PMDB, como o tão badalado plano de comunicação que já é um enorme fracasso.

Pelas manifestações nas redes sociais e pelas consultas feitas pelo Goiás 24 Horas a especialistas em marketing político, o PMDB desperdiçou uma grande chance no uso das pílulas da propaganda política que estão indo ao ar.

São 90 inserções, divididas entre Maguito Vilela, Iris Rezende, Júnior Friboi e Iris Rezende

Além das falhas técnicas e do formato superado, as pílulas não agradaram nem mesmo aos peemedebistas no conteúdo, considerado light demais, sem consistência e carente de uma mensagem forte para impactar o eleitorado.

Em resumo: o ataque peemedebista pela TV foi um fiasco e deixou o governo aliviado, já que esperava bem mais porrada.