Carta Capital condena ações contra caluniadores, mas o dono Mino Carta processou Diogo Mainardi por “danos morais”

Dono da revista Carta Capital, o jornalista Mino Carta é adepto de acionar na Justiça os caluniadores, apesar da publicação criticar o governador Marconi Perillo e dizer até que se trata de censura, o que é não é verdade.

Mino processou o colunista Diogo Mainardi e a Editora Abril por danos morais para o jornalista Mino Carta, dono da revista CartaCapital. Mainardi escreveu em sua coluna na revista Veja que Mino Carta era subordinado a Carlos Jereissati para fazer reportagens contra Daniel Dantas. Além disso, afirmou que Mino se equipararia aos “mensaleiros”.

Mainardi disse também que em CartaCapital havia mais anúncios do governo do que da iniciativa privada, o que configuraria dependência.

E foi condenado pela juíza Camila de Jesus Gonçalves Pacífico, da 1ª Vara Cível de Pinheiros, em São Paulo. A defesa de Mainardi, representada pelo advogado Alexandre Fidalgo, do escritório Lourival J. Santos Advogados, recorreu.

E aí, Carta Capital, é censura também?