Dr. Telho e dr. Haroldo: qual a opinião de vocês sobre a criação de cargos comissionados no MP Estadual?

Um é procurador federal de Justiça – dr. Helio Telho. Outro é promotor estadual de Justiça – dr. Haroldo Caetano.

Os dois apareceram no Twitter postando gracinhas sobre a decisão liminar que condenou o deputado Mauro Rubem (PT) a retirar das suas redes sociais as calúnias postadas contra o governador Marconi Perillo. Ambos entenderam que foi uma “censura”, afirmação equivocada que o blog 24 Horas desmentiu com objetividade e clareza (e os links estão aí embaixo para quem quiser conferir). Os dois sumiram e não quiseram debater a questão.

Pois bem: Telho e Caetano, os sábios doutores que gostam de dar uma de professores de Deus sobre qualquer assunto, não se pronunciaram sobre o projeto de lei encaminhado em sigilo pelo Ministério Público Estadual à Assembleia Legislativa, criando uma batelada de cargos comissionados, a serem preenchidos por indicação “política” no MP Estadual, com salários que chegam até a R$ 15 mil mensais.

E aí, doutores? Vão comentar ou não?

E respondam: por que o MP Estadual não faz concurso, onde prevalece o mérito, para preencher esses cargos comissionados com salários milionários que estão sendo criados?

Cargo comissionado só é ruim quando é o Executivo ou o Judiciário ou o Legislativo que cria?

E pra quê o Ministério Público Estadual precisa de mais de 100 novos cargos comissionados? E de aumentar os salários dos que já existem?

Com a palavra, os doutores Telho e Haroldo.

Veja mais:

http://goias24horas.com.br/15742-olha-o-besteirol-de-quem-nao-nao-entende-nada-de-direito-mauro-rubem-quer-debate-com-marconi-em-audiencia-que-nunca-vai-acontecer/

http://goias24horas.com.br/15735-punido-por-caluniar-mauro-rubem-faz-gracinhas-mas-quem-persegue-e-ele-com-suas-acusacoes-sem-provas/

http://goias24horas.com.br/15674-juizes-goianos-abrem-mudanca-historica-ao-impedir-que-imunidade-parlamentar-seja-sinonimo-de-irresponsabilidade/