“Maioria dos deputados de oposição em Goiás é formada de analfabetos funcionais”, dispara Santa Cruz no DM

O artigo do jornalista Carlos Alberto Santa Cruz no Diário da Manhã, nesta segunda-feira, contempla a oposição em Goiás com uma fartura de porretadas críticas.

Historicamente conhecido pela contundência e por não ter papas na língua, Santa Cruz diz que “a oposição em Goiás é tão raivosa que acaba não alcançando o objetivo a que se propõe. Não tem nenhuma proposta alternativa”, completando em seguida: “A maioria dos deputados oposicionistas é formada de analfabetos funcionais”.

Mas o jornalista não fica só na oposição e estende a avaliação também aos parlamentares da bancada da situação: “Mas isso (analfabetismo funcional) não é privativo apenas dos deputados da oposição, pois os governistas são até piores pois teimam em um silêncio tumular; contra o governo fala-se de mais; a favor do governo fala-se de menos. Parece que o gato comeu mesmo a língua dos deputados governistas”.

Além dos deputados da base do Governo, Santa Cruz estende sua análise à maioria dos auxiliares do governador Marconi Perillo que, segundo ele, não defende o chefe e só se beneficia das vantagens de ser poder: “A quase unanimidade dos secretários, recebendo os salários rigorosamente em dia, dentro do mês trabalhado ou não, parece que só quer saber da ração e de dar milho aos pombos na praça”.

Para Santa Cruz, Marconi tem que atuar como um trator de esteira para arrastar a sua equipe de Governo, que “está com os rolamentos debulhados e uns até com a marcha à ré engatada”.

 

LEIA MAIS:

Mais Santa Cruz: “Nenhuma oposição no mundo tem tantas contas a acertar com a Justiça como a de Goiás”

Santa Cruz diz que Goiás não tem oposição, mas, sim “uma corrente de difamação e ódio permanentes”