Paulo Garcia vai pagar bônus para médico-celular em outubro. E Mauro Rubem (Senhor Incoerência) continua caladinho da silva

Se é o governo do Estado é um absurdo e desrespeito, mas como é o companheiro Paulo Garcia que vai pagar bônus aos médicos-celular da Prefeitura de Goiânia, o deputado Mauro Rubem fica caladinho da silva.

É por essa e outras que ele é conhecido como Senhor Incoerência.

Veja matéria da rádio 730:

Prefeitura baixa decreto e bônus para médicos deve ser implantado a partir de outubro

Os médicos que atuam na rede pública de Goiânia e que aderirem à proposta de incentivo salarial da Prefeitura poderão ganhar até R$ 1.964,00 de bonificação, se cumprirem 100% das metas estabelecidas. O programa integra o pacote de medidas anunciadas pelo prefeito Paulo Garcia que visa melhorar os sistema de Saúde e dar maior celeridade dos procedimentos. Um decreto foi assinado pelo prefeito na última sexta-feira estabelecendo os bônus.

Os números das metas ainda são finalizados pela Secretaria Municipal de Saúde, mas em valores aproximados, apurados pela reportagem, cada médico deverá realizar cerca de 450 consultas por mês para alcançar o bônus. Outra meta é que cerca de 70% destas consultas deverão ter efetiva resolução.

O diretor de Atenção à Saúde da secretaria, Sandro Rodrigues, explica que os profissionais devem se inscrever para terem a possibilidade do bônus e que a previsão é de que o programa funcione normalmente a partir de outubro. “É um incentivo que vai ser agregado aos funcionários. Ele vai compor parte do vencimento desses funcionários. O médico, o enfermeiro ou o cirurgião-dentista vai ter que aderir ao projeto. Conforme isto será compactuado metas e indicadores para serem alcançados,” conta.

O prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT) valoriza a bonificação de médicos porque, segundo ele, a melhor prestação de consultas vai dar mais agilidade aos serviços de urgência e emergência. “Vamos criar milhares de consultas para que as pessoas sejam atendidas no local apropriado, dando a oportunidade das unidades de emergência e urgência trabalharem com os casos realmente graves,” afirma.

A expectativa da secretaria de saúde é de que metade dos médicos de Goiânia participe do programa de bônus. O custo do aumento será de até R$ 1 milhão por mês.