Clécio e Célia Valadão aplicam punição a Djalma e mostram quem manda na Câmara

O plenário da Câmara Municipal aprovou, por 20 votos a nove, censura pública ao vereador Djalma Araújo (PT) por criticar o presidente da Casa, Clécio Alves (PMDB), no início da atual legislatura. Crime de opinião, no duro.

Ambos envolveram-se em bate-boca por conta de obras do grupo Hypermarcas na Região Noroeste em Goiânia em execução sem os devidos alvarás da prefeitura. Djalma levantou suspeitas (bem fundadas) baseadas na defesa apaixonada que Clécio fez dos milionários do Hypermarcas.

A votação mostrou, em definitivo, quem manda de verdade na Câmara: Clécio e a presidente do Conselho de Ética, Célia Valadão (PMDB). Com cabo de chicote na mão.