Conselho de Ética: relator quer cassação de Leréia

O deputado Ronaldo Benedet (PMDB-SC) iniciou há pouco, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, a leitura de seu voto no processo disciplinar contra o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO). Após a leitura do voto, com a apresentação da punição sugerida ou o arquivamento do processo, será feita a discussão do parecer. Depois, o conselho vai deliberar por maioria simples, presente a maioria absoluta (11) dos membros do colegiado.

Leréia é acusado de envolvimento com a suposta organização criminosa de Carlinhos Cachoeira e responde a processo por quebra de decoro parlamentar no conselho. De acordo com a Operação Vegas, da Polícia Federal, ele e Cachoeira conversaram ao telefone mais de 70 vezes entre maio e julho de 2011.

O parlamentar também é acusado de receber dinheiro da organização de Cachoeira, de usar o cartão de crédito do contraventor e de avisá-lo antecipadamente sobre uma operação policial contra jogos ilegais.

Na semana passada, Leréia prestou depoimento ao conselho para apresentar sua defesa. Ele disse que nunca soube de supostas atividades ilegais praticadas por Cachoeira em Goiás e que não tem qualquer sociedade com o bicheiro, embora admita que ambos sejam donos de uma aeronave avaliada em “aproximadamente R$ 800 mil”. O presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PSD-SP), informou que este é último processo em aberto no colegiado.

(Fonte: Agência Câmara de Notícias)