Djalma sobre a censura imposta por Clécio Alves: ”Querem calar minha voz, isso é coisa de ditadura”

O vereador Djalma Araújo classificou sua punição pelo Conselho de Ética como “equivocado, antidemocrático e corporativista. Querem calar a minha voz. Fui eleito para defender os interesses da população, e foi o que fiz, não tenho nada de pessoal contra o vereador Clécio Alves, o que houve foi apenas divergências de opinião. A minha voz pertence ao povo de Goiânia e crime de opinião é coisa da ditadura.”