Paulo Garcia dá banana para Câmara e diz que lei aprovada sobre antibióticos vale nada

Com arrogância de sempre, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), minimizou a derrota que sofreu na Câmara com a derrubada do seu veto a projeto de lei que autoriza farmácias a vender antibiótico sem receita médica. Paulo diz que a queda do veto não surte efeito legal algum e que as farmácias continuam proibidas de comercializar esta categoria de remédios sem prescrição.

“Não podemos permitir que esta lei de iniciativa de Anselmo (Anselmo Pereira, vereador) seja aplicada em Goiânia. Trata-se de uma questão de saúde pública e eu como médico, tenho grande responsabilidade e este é um assunto muito sério. Cabe à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) legislar sobre este tipo de matéria. Vamos utilizar ferramenta legal para impedir a implantação desta lei em Goiânia. Agiremos conforme a lei”, afirma o prefeito.