Petista que trabalha no 4º andar do Palácio tem prisão preventiva decretada por estupro de menores

Justiça decretou prisão preventiva de petista assessor do Palácio do Planalto.

Lotado na Casa Civil , o petista Eduardo Gaievski é investigado por estupro de menores.

Gaiveski é ex-prefeito de Realeza, no Paraná, e trabalha na equipe da ministra Gleisi Hoffmann como responsável por programas sociais de combate ao crack e construção de creches.

Um inquérito que tramita em segredo no fórum de Realeza reuniu depoimentos de supostas vítimas.

Segundo os relatos, o então prefeito oferecia dinheiro a meninas pobres em troca de sexo.

Leia a matéria publicada no site da revista Veja:

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/justica-decreta-prisao-preventiva-de-assessor-do-palacio-do-planalto