Mais um condenado da turma do PT/PMDB. Agora é Pedro Wilson que teve direitos políticos suspensos

Mais uma estrela da turma PT/PMDB teve os direitos políticos suspensos. Agora foi o ex-prefeito de Goiânia Pedro Wilson (PT).

Pedro, que hoje é presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), está proibido de ser candidato a cargos públicos por três anos. A decisão é do juiz Fabiano Abel de Aragão, da 3ª Vara da Fazenda Pública Municipal de Goiânia.

A sentença que condenou o ex-prefeito foi provocada pelo Ministério Público, que na ação lembrou que o Pedro teve as contas relativas ao exercício de 2004 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, porque contraiu despesas e não deixou saldo suficiente para pagar – o que confronta a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Pedro também desrespeitou a LRF porque, ao estimar a receita para 2004, não guardou parâmetros com a receita arrecadada nos três últimos anos. Essa foi, na verdade, uma manobra utilizada pelo ex-prefeito para justificar o sinal verde para gastos exorbitantes no último ano de gestão.