Paulo Garcia ignorou proposta vantajosa para contratar Instituto Cidades, diz promotora Fabiana Zamalloa

No processo que pede a condenação do prefeito Paulo Garcia (PT) por improbidade administrativa (disponível no site do Ministério Público), a promotora Fabiana Zamalloa afirma que a administração municipal contratou o Instituto Cidades para realizar o concurso de Procurador do Município mesmo sabendo que o Instituto não havia formulado a melhor proposta.

De acordo com a denúncia, Paulo Garcia ignorou proposta mais vantajosa da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). “Embora se referisse a apenas parte do objeto contratado, conforme se verá adiante, era mais vantajosa à Administração Pública Municipal, do ponto de vista financeiro”, diz a ação.

Vale lembrar que o Instituto Cidades foi contratado mediante dispensa de licitação.

Isso é sustentabilidade.