Prefeito que coordena apoios à candidatura de Friboi apanha de secretário em Guapó

Luiz Juvêncio, prefeito de Guapó, é o articulador do apoio de colegas à candidatura de Júnior Friboi ao governo em 2014, dentro da conspiração interna no PMDB para derrubar a influência de Iris Rezende.

É ele que está à frente da organização do ato de respaldo ao magnata no próximo dia 9.

Nesta terça-feira, Juvêncio se envolveu num incidente com o Sargento Joel. Os dois brigaram e Joel teria dado uma cafezada em Juvêncio e acertado um soco no rosto do prefeito, que nega o ocorrido.

Veja registro feito pelo Jornal Opção, em sua edição na internet:

 

Secretário municipal de Guapó agride prefeito após ser demitido

Fonte do Jornal Opção diz que o sargento Joel teria jogado café quente e acertado um soco no rosto do prefeito, que nega o ocorrido. Segundo ele, tudo o que houve foi um empurrão em seu ombro

Thiago Burigato

O sargento Joel, que ocupava o cargo de secretário da prefeitura de Guapó, e é presidente do PSD no município, agrediu o prefeito Luiz Juvêncio (PMDB) após ser demitido da prefeitura na manhã desta terça-feira (27/8). Uma fonte do Jornal Opção, que prefere não se identificar, diz que o sargento teria jogado café quente e acertado um soco no rosto do prefeito, que nega o ocorrido. Segundo ele, tudo o que houve foi um empurrão em seu ombro.

Luiz Juvêncio relatou que ele e Joel estiveram em lados opostos nas últimas eleições, mas que resolveu dar ao presidente municipal do PSD um cargo de confiança porque acreditou na possibilidade de que poderiam trabalhar juntos. “Mas ele, além de não trabalhar, ainda falava mal de mim na rua”, conta.

O prefeito soube que o secretário o criticava por meio de um titular de outra pasta, que agora estaria sendo ameaçado pelo sargento. Quando o peemedebista chamou Joel até o seu gabinete para esclarecer a situação, ouviu do então secretário que realmente era costume dele falar mal do chefe do Executivo da cidade, que anunciou sua demissão prontamente.

Revoltado, o sargento teria dado um empurrão no prefeito. As agressões não tiveram continuidade porque havia outras pessoas próximas ao local e impediram que o episódio continuasse. Segundo Luiz Juvêncio, todos os que presenciaram a cena de agressão estão sendo ameaçados.

A reportagem do Opção Online tentou contato com o sargento Joel durante a tarde desta terça-feira, mas não obteve resposta.