Gedda faz teatro e declara voto contrário a projeto da data base. O amigo Alcides não pagou e ele ficou calado

O deputado Francisco Gedda (PTN) deve pensar que o servidor público é bobo e sofre de amnésia.

Gedda (pronuncia-se com o “e” aberto) foi homem forte do governo Alcides Rodrigues, que não pagou a data base do funcionalismo durante os quatro anos de administração.

E Gedda nunca defendeu o servidor público. Ficou caladinho, usufruindo das benesses de amigo do rei.

Agora, para fazer teatro e média com a categoria, ele faz discurso e se diz contra o parcelamento.

Tudo de mentirinha. Ele quer mesmo é o voto dos servidores.