Deputados da oposição comemoram convocação de Simão Cirineu. Mas, por que? Mais uma vez, eles vão ser massacrados

Os deputados estaduais de oposição estão comemorando a aprovação de uma convocação, dirigida ao secretário da Fazenda, Simão Cirineu, para que compareça à Assembleia Legislativa e faça esclarecimentos sobre a situação financeira do Estado.

É uma piada.

O secretário Simão Cirineu já esteve na Assembleia, para falar aos deputados, mais de uma dezena de vezes. Nunca foi questionado seriamente por nenhum deles, nem de situação nem de oposição. E isso por um motivo muito simples: Simão é expert em finanças públicas e fala com um nível de linguagem que deixa os parlamentares estaduais sem condições de fazer qualquer objeção.

Mais: quem se arrisca com tolices é esmagado por Simão, porém em tom polido, sóbrio, educado, diplomático e sobretudo fortemente técnico. Ele é impertubável.

O deputado Francisco Gedda (PTB), por exemplo, já foi massacrado pelo secretário da Fazenda, em uma das suas primeiras visitas à Assembleia, depois de tentar levantar um amontoado de asneiras sobre as finanças estaduais, e a partir daí sequer apareceu nas demais reuniões com Simão Cirineu.

O estilo do secretário é simples: primeiro, ele desqualifica a pergunta ou a colocação, que geralmente vem sem o menor embasamento técnico e sempre revelando total desinformação. Em seguida, despeja um tsunami de números, dados, estatísticas e informações que deixam o deputado debatedor embasbacado e liquida com o questionamento formulado.

As falas de Simão Cirineu na Assembleia são um espetáculo à parte e de certa forma um circo. E quem faz o papel de tirar gargalhadas da plateia não é ele.

Vale a pena assistir.