Censura: Sindicato dos Jornalistas quer mandar na linha editorial do DM

O Sindicato dos Jornalistas de Goiás partiu para cima do Diário da Manhã depois que o jornal publicou fotos de abuso sexual de uma criança de três anos na capa.

A entidade defende, por linhas tortas, a censura e arvora no direito de mandar na linha editorial da publicação. O Sindicato diz que o DM deveria simplesmente fazer jornalismo, numa manifestação de soberba. Com isso, alinha-se à tendência do PT que prega o controle dos veículos de comunicação.

O Goiás24horas se posiciona contra a nota do Sindicato e defende o direito do Diário da Manhã ou de qualquer outro veículo decidir sua linha editorial, sem censura de qualquer espécie. A liberdade de imprensa não pode ser atacada, principalmente pelo Sindicato dos Jornalistas.

Veja a nota:

“A diretoria do Sindicato dos Jornalistas lamenta que a direção do jornal Diário da Manhã, em sua edição de 14 de março de 2013, tenha optado pelo caminho fácil da apelação, da exposição pública de um fato merecedor de total repúdio da sociedade, em vez de simplesmente fazer jornalismo. Precisamos de jornais cada vez mais independentes, que paguem seus jornalistas em dia, sem o subterfúgio de “vales”, que pratiquem o bom jornalismo, sem apelação, sem sensacionalismo e com respeito à cidadania. É este caminho do bom jornalismo, com respeito aos jornalistas que o DM precisa voltar a trilhar.”