TV aberta e TV a cabo também estão ameaçadas pelo avanço da internet

Não são apenas os jornais e revistas impressos que estão ameaçados de extinção com o crescimento vertiginoso da comunicação via internet em todo o mundo.

A TV aberta e até mesmo a TV por cabo também correm risco. Um novo modelo de transmissão de programas, à escolha do telespectador, sem a ditadura de horários marcados, está começando a surgir – e pode decretar o fim das programações rígidas, grades, horários e tudo o mais que é praticado hoje pela TV aberta e pela TV a cabo.

O articulista Tim Wu, na última edição da Info Exame, explica que empresas como a Netflix, já operando no Brasil, estão disponibilizando cada vez mais programas e filmes para download, que o usuário assiste à hora em que quiser.

A Netflix acaba de produzir uma série – House of Cards – que está sendo considerada tão boa como aquelas produzidas na época de ouro da TV e cinco vezes melhor que um filme de Hollywood.

Basta conectar ao Netflix e baixar os 13 primeiros episódios de uma só vez, pagando uma taxa modesta. Adeus TV aberta e adeus TV à cabo.

Conclusão de Tim Wu: “Os modelos de entrega de conteúdo pela internet vão transformar a TV a cabo em algo obsoleto”. E a TV aberta também.