Rádio 730: folclórico “Júnior da Fedentina” aniquilou frigoríficos goianos

Em editorial demolidor sobre os pré-candidatos a governador em 2014, a rádio 730 faz uma análise arrasadora do empresário Júnior Friboi. Diz que ele, “Júnior da Fedentina”, é o mais rico e o mais folclórico. Afirma que a família JBS, da qual o empresário faz parte, vive de tomar dinheiro do BNDES e que Júnior não apita coisa alguma e não é de hoje. Lembra que ele é responsável pelo fedor na região Noroeste de Goiânia, além de ter aniquilado os pequenos frigoríficos no Estado inteiro.

Vale a pena ler o trecho do editorial da rádio 730:

“O empresário Júnior da Fedentina é o mais rico e o mais folclórico dos que sonham com o palácio. Apenas em Goiás se diz que Júnior é dono do Friboi. A imprensa do restante do Brasil e do exterior se refere a ele simplesmente como um dos integrantes da família JBS, que toma dinheiro do BNDES. Na corporação multinacional, Júnior não apita coisa alguma e não é de hoje. Se Júnior é responsável por alguma coisa, essa coisa é o fedor na região Noroeste de Goiânia, além de ter aniquilado os pequenos frigoríficos no Estado inteiro. Com esse cartel, Júnior do Friboi ainda tem coragem de se apresentar como solução para os muitos problemas de Goiás. Problemas, aliás, em parte provocados por ele e seu grupo”.